investco
A Usina

Dados Técnicos

DADOS HIDROMETEOROLÓGICOS
    

Área de drenagem:    184.219 Km2
Vazão média:    2.532 m3/s
Vazão máxima registada (24/02/80):    28.558 m3/s
Vazão mínima registrada (19/10/94):    263 m3/s
Vazão de Enchente (TR: 10.000 anos):    49.870 m3/s

RESERVATÓRIO
    

Nível da água (N.A) Montante Operacional Normal:    212,00 m
Nível da água (N.A) Montante Maximorum:    212,60 m
Nível da água (N.A) Jusante Máximo Normal:    187,20 m
Nível da água (N.A) Jusante Máximo Excepcional:    201,50 m
Área do nível da água normal:    630 km2
Volume do nível da água normal:    5,19 bilhões de m3
Vida útil prevista:    100 anos
Energia firme:    504 MW médios
Energia média anual:    566 MW médios
Energia Assegurada:    526,6 MW médios
Extensão:    170 km
Profundidade média    8 m

BARRAMENTO    

Comprimento Total:    2.034,43 m
Altura Máxima:    74 m
Cota de crista:    215 m

VOLUMES E PESOS PRINCIPAIS
    
Escavação em rocha:    3.813.020 m3
Escavação comum:    3.213.750 m3
Ensecadeiras:    2.038.170 m3
Barragens Terra/ Enroc:    790.400 m3
Concreto:    1.243.074 m3
Cimento:    286.000 t
Aço:    6.000 t

VERTEDOURO    

Numero de vãos:    14
Comportas:    17m x23,30m
Vazão de desvio:    26.160 m3/s
Vazão do projeto:    49.870 m3/s
Desvio:    com 6 vãos rebaixados

UNIDADES GERADORAS    

Potência nominal de unidade:    180, 5 MW
Vazão nominal de cada unidade:    700 m3/s
Queda Líquida:    29 m
Rotação:    100 rpm
Potência nominal usina:    902,5 MW
Número de unidades:    5
Tipo    Kaplan

ENTRADA EM OPERAÇÃO    

Unidade Geradora 1:    01/12/2001
Unidade Geradora 2:    01/03/2002
Unidade Geradora 3:    09/05/2002
Unidade Geradora 4:    30/07/2002
Unidade Geradora 5:    07/11/2002

Infra - estrutura

O entorno do reservatório da Usina é ocupado pelo municípios de Miracema, Lajeado, Palmas, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré e Ipueiras.

RESERVATÓRIO    

Nível de água a montante:    212 m
Queda d’água:    29 m
Área total do lago:    630 km²
Extensão do lago:    170 km
Profundidade média:    8 m

BARRAGEM    

Comprimento total:    2.100 m
Altura máxima:   74 m

VERTEDOURO    

Número de vãos:   14
Comportas:   17 X 23,5 m
Vazão:   49,870 m3/s

Sistema de Transmissão

Toda energia elétrica gerada na UHE LAJEADO é transportada por uma linha de transmissão em 500 kw, com extensão de 29,58 km, interligando as subestações de Lajeado (Investco) e Miracema (Eletronorte). De Miracema ela é disponibilizada para o Sistema Elétrico Brasileiro.

Estação de Monitoramento

Tanto o monitoramento hidrológico quanto o meteorológico são fundamentais para garantir a eficiência da produção hidroenergética. Uma previsão exata do volume de água que chegará ao reservatório nos próximos dias e a supervisão dos eventos em tempo real são essenciais para o melhor aproveitamento dos recursos hídricos.

Neste contexto, para subsidiar as regras operacionais da Usina de Lajeado, foram implantadas na área de influência de seu reservatório e principais tributários 08 (oito) postos de réguas linimétricas e 08 (oito) estações automáticas.

Coleta de dados

Todo o processo de previsão, supervisão e controle da operação hidroenergética da usina se inicia com a coleta de dados das estações hidrológicas (de medição de níveis de rio e de chuva).

Parte destes dados é obtida por estações automáticas, que lêem as informações dos sensores e as transmitem para a Usina, utilizando comunicação via satélite e via Internet, em intervalos de 15 em 15 minutos. Outras informações são obtidas por contatos telefônicos e por rádio com os operadores locais das estações, diariamente às 07:00 e 17:00 horas.

NOME DA ESTAÇÃONOME DO RIOCOORD. LAT.COORD.LONG.TIPO
Angical-JusanteTocantins12º13’41”48º24’14”PFP
IpueirasTocantins11º14’49”48º27’30”PFP
JacintoSanta Tereza11º59’03”48º39’33”PFP
Fazenda JurupariTocantins11º09’07”48º31’00”PFP
ManguesMangues10º20’41”48º38’05”PFP
Porto JerônimoManuel Alves da Natividade11º45’28”47º50’15”PFP
UHE Lajeado-BarramentoTocantins09º45’16”48º22’01”PFP
UHE Lajeado-JusanteTocantins09º45’16”48º22’01”PF
PFP = Posto Fluviométrico e Pluviométrico (nível do rio e volume de chuva)
PF = Posto Fluviométrico (nível do rio)

Dados de Geração

Com potência instalada de 180,5 MW por unidade geradora, a Usina Luis Eduardo Magalhães tem uma potência instalada total de 902,5 MW que permite gerar aproximadamente 4.600.000 megawatts-hora por ano, em função da disponibilidade média de água no rio Tocantins.

UNIDADES GERADORAS
    
NÚMERO DE UNIDADES:    5
POTÊNCIA NOMINAL / UNIDADE:    180,5 MW
VAZÃO NOMINAL / UNIDADE:    650 M3/S
ROTAÇÃO:    100 RPM
POTÊNCIA TOTAL INSTALADA:    902,5 MW

Compensação Financeira pela Utilização dos Recursos Hídricos - CFURH

O Estado do Tocantins e os municípios impactados pela formação do reservatório da Usina Luis Eduardo Magalhães recebem uma Compensação Financeira pela Utilização dos Recursos Hídricos. A Investco recolhe à Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica -, 6,75% do valor da energia produzida pela usina. Desse valor, 0,75% ficam com a ANA- Agência Nacional de Águas -, e os 6% restantes são assim distribuídos: 10% para a União, 45% para os Estados do Tocantins e de Goiás, e 45% para os municípios do Tocantins e de Goiás (*) impactados. Os municípios do Tocantins que recebem compensação financeira são: Miracema, Lajeado, Palmas, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, e Ipueiras, Aliança do Tocantins e Santa Rosa do Tocantins. Os valores são de conhecimento público, disponíveis no site da ANEEL.

(*) Um pequeno resíduo dos percentuais indicados é também repassado ao estado e municípios de Goiás impactados pela UHE Serra da Mesa, uma vez que ela é uma usina regulatória das vazões das usinas de jusante, onde se insere a UHE Luis Eduardo Magalhães.

Para mais informações, acesse www.aneel.gov.br.